Agravamento da covid faz ANP retomar pedido de informações de petroleiras

Diante do aumento do número de casos de covid-19 no País, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) decidiu voltar a solicitar às petroleiras informações sobre as contaminações nas plataformas, o que havia sido interrompido ao final de 2021, quando venceu o prazo da Resolução da ANP sobre o assunto.


"As empresas deverão enviar à Agência os dados referentes ao período desde 01/01/2022. Assim que forem recebidos, serão inseridos no painel (dinâmico), retroativamente (ou seja, com os dados desde 01/01)", informou a ANP ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.


O agravamento das contaminações nas plataformas está sendo objeto de uma reunião desde o período da manhã entre a Federação Única dos Petroleiros (FUP) e a Petrobras, depois que mais de 10 plataformas registraram casos de covid-9, inclusive uma no campo de Búzios, pré-sal da bacia de Santos.


O Ministério de Minas e Energia (MME), que também acompanhava a evolução da doença no setor, interrompeu em meados de dezembro do ano passado o Boletim de Monitoramento do Covid-19, deixando a indústria sem informações seguras sobre a real situação dos empregados envolvidos nas operações de petróleo e gás no País.


Fonte: Dinheiro Rural