• Assessoria de Comunicação da Fecombustíveis

Fecombustíveis expõe as dificuldades da revenda para comprar diesel S10

Ontem (06), Paulo Miranda Soares, presidente da Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis), expôs as dificuldades de abastecimento do diesel S10 que os postos estão enfrentando, durante a live, promovida pelo ClubPetro.

"Estamos vivendo um drama. Parte desse problema vem da intromissão política nos preços da Petrobras. O petróleo é uma commodity internacional e os preços estão altos no mundo inteiro. A Petrobras adotou a PPI (Preço de Paridade Internacional) desde 2016 e acho que ela deveria seguir as cotações internacionais diariamente. As refinarias da Petrobras suprem 80% do mercado interno. Mas elas estão obsoletas, precisariam passar por uma reforma tecnológica para produzir o diesel S10. Aí surge o problema da importação, as distribuidoras regionais não conseguem importar pela defasagem de preços. Já as três grandes distribuidoras têm condição econômica para importar grandes volumes, e conseguem fazer uma diluição do preço do produto importado e o custo da Petrobras", destacou.

Como se não bastassem os problemas da falta de abastecimento de diesel, Paulo Miranda informou que a revenda bandeira branca tem reclamado de venda casada pelas distribuidoras. Ou seja, vinculam a venda de diesel, se o pedido incluir a gasolina. " Só consigo comprar 5 mil litros de S10, se eu comprar 10 mil litros de gasolina", exemplificou Miranda. Confira a live na íntegra, clique aqui.

19 visualizações0 comentário