• Valor Econômico

Petróleo fecha em alta, com Europa considerando banir importações russas

Os futuros do petróleo fecharam o pregão desta quinta-feira em alta, com os investidores monitorando o conflito entre a Rússia e a Ucrânia e em meio a notícias de que a União Europeia considera proibir as importações de petróleo russo.

Os contratos futuros do Brent para julho fecharam o dia em alta de 1,53%, aos US$ 107,96 o barril na ICE, em Londres, enquanto os futuros do West Texas Intermediate (WTI) para junho terminaram a sessão em valorização de 1,53%, negociados a US$ 103,79 o barril na Bolsa de Mercadorias de Nova York (Nymex).

Os países da União Europeia estão se aproximando de um plano para eliminar gradualmente as importações de petróleo russo, segundo reportagens. Os EUA e o Reino Unido já haviam se movimentado anteriormente para implementar proibições em resposta à invasão da Ucrânia pela Rússia, enquanto a UE demonstrou maior cautela dada a forte dependência da região no fornecimento de energia russa.

“O mais provável será uma eliminação gradual do petróleo russo, assim como estamos vendo com o carvão”, afirmou Warren Patterson, chefe de estratégia de commodities do ING, em nota.

3 visualizações0 comentário