• Folha de São Paulo

Sindicato orienta frentista a acolher caminhoneiro grevista em posto de estrada no dia 1°

Em meio à ameaça de paralisação de caminhoneiros planejada para o dia 1° de novembro, sindicatos de frentistas começam a organizar ações de apoio aos motoristas.


Eusébio Neto, presidente da Fenepospetro (Federação Nacional dos Empregados em Postos de Combustíveis e Derivados de Petróleo), afirma que está orientando frentistas de postos de rodovias a acolherem os caminhoneiros nos estabelecimentos.


Nos próximos dias, o líder sindical planeja enviar as mesmas recomendações aos sindicatos filiados à entidade.


“Apoiamos a iniciativa porque ela é justa. A luta dos caminhoneiros vai de encontro a um anseio de toda a sociedade, incide sobre todo o consumo e encarece a vida de todo mundo. Vamos dar todo o apoio do ponto de vista de estrutura”, diz ele.


Nesta quinta-feira (28), as centrais sindicais se reuniram para divulgar um comunicado a favor do movimento dos motoristas autônomos.


O texto, assinado por CUT, Força Sindical, UGT, CTB, NCST, CSB, CSP-Conlutas e outras entidades, afirma que a pauta dos motoristas tem repercussões do interesse de todos os trabalhadores.


Nos últimos meses a categoria dos frentistas tem se articulado para combater uma proposta legislativa que tenta promover o serviço de bombas de autoatendimento nos postos de combustível, o que impactaria o emprego no setor.


com Mariana Grazini e Andressa Motter

4 visualizações0 comentário